quinta-feira, 16 de julho de 2009

98ª Conversa - Talentos...

A ida àRute na 2ª feira não correu muito bem, ou melhor, correu muito bem, mas saí um pouco em baixo. Apercebi-me que não me dou valor. Ok, isso não é grande novidade no geral. Mas a verdade é que me apercebi que, nas áreas que sempre me têm compensado (o trabalho e a escrita) também estou a deixar de me valorizar...

Sempre me superei na escola e agora no trabalho de forma a que isso de alguma forma compensasse o que não tinha nos outros lados... E cheguei a conclusão que a escrita, que tanto me tem acompanhado (e não me refiro apenas aos blogs), tem sido um grande escape. A Rute deixou-me e pressionou-me para uma questão: então porque é que não leva a escrita mais a sério? E de tanto me pressionar respondi-lhe: porque não me dou valor!

Agora, chego a esta etapa da minha vida e, eu que sempre pensei ser uma lutadora, apercebo-me que sou simplesmente cobarde, em que tenho muitas potencialidades mas que não as ponho a render... Existe uma diversidade de coisas que inicio e depois desisto ou não me esforço o suficiente para conseguir.

Deus dá-nos talentos, e cabe-nos a nós po-losa render... Mas eu só os tenho desperdiçado...

7 comentários:

Fa menor disse...

Calmita!
Devagar se vai ao longe!
Bjinho grande

Fontez disse...

nunca é tarde demais.

pequenos passos, seguros!

;)

bj grande.

Opalescence disse...

A maior parte de nós é assim. Mas, como diz o Fontez, nunca é tarde de mais. Agarra a oportubidade, se é mesmo isso que desejas.

Beijinho*

Sónia Pessoa disse...

Vou ter que te bater?... ainda que com carinho? Pára de ser como eu, mulher! Levo-te anos suficientes de avanço para te poder dizer que esse é um mau caminho, Cátia... muda de estrada, por favor... esse é um beco sem saída, acredita.

pin gente disse...

vais desculpar-me mas isso não tem bem a ver com cobardia...
indecisão?
falta de confiança?

"para a frente que atrás vem gente!
beijo

Cátia disse...

Fa, espero que sim. beijo


Fontez, nao é tarde, mas podia ir mais a frente. beijo


Opalescence, vou tentar... agora que ja comecei a colocar a cabeça em ordem... vou tentar ver o que vou fazer. um beijo

Sonia, nem sempre é facil ser forte e lutar, pois nao? Por vezes faltam as forças... Mas vou seguir... antes que me batas...ehehe. Beijoca


Luísa, acho que era falta de confiança sim e que sempre me acompanhou apesar de eu ter uma "falsa" força para enfrentar. Nao tenho nada para te desculpar, apenas a agradecer pela sinceridade. Abraço


CA

Lua disse...

Como eu te compreendo!
Parece que me tiraste as palavras e sentimentos de dentro do meu coração...
"Agora, chego a esta etapa da minha vida e, eu que sempre pensei ser uma lutadora, apercebo-me que sou simplesmente cobarde, em que tenho muitas potencialidades mas que não as ponho a render..."
Não há nada mais triste do que ver-nos impotentes e fracas perante a vida quando até nos julgávamos fortes...
Snif...