segunda-feira, 29 de setembro de 2014

211ª Conversa - Viagem ao passado

Hoje voltei ao passado através de algumas recordações, de algumas conversas tidas em outros blogs ou algumas conversas por email... Umas deixam muita saudade outras nem tanto. Lembrar coisas boas é sempre bom, para terminar com um sorriso no rosto, mesmo que com o coração apertado de saudade. Mas recordar conversas "menos boas" (onde já vi esta expressão?! hum.. ) melhor nem lembrar!

Pergunto-me: Porque raio faço isso? Porque raio vou chafurdar no passado, naquele que não é bom? Fod*-**!

Ao longo da minha vida, sei que nem sempre agi bem, correctamente mas sei também que não posso mudar nada agora. O que passou, passou... Feri-me muito no caminho, muita gente feriu-me muito também... Mas o que importa é seguir em frente, como segui... O que importa é ir...

Dizem que o tempo apaga todas as feridas, 
mas será mesmo verdade? 

210ª Conversa - Saudades

Com o escrever do post anterior senti saudades das minhas idas à Rute. Quando penso nisso, penso sempre que foi o meu melhor investimento... Foi, foi sim... E agradeço sempre às duas ou três pessoas que, na altura, me ajudaram a chegar até ela. Seja porque me incentivaram, porque me ouviram ou porque até me deram o número de telefone e morada...

Tenho saudades de falar abertamente com ela, de ela já me conhecer, já saber como dar-me a volta, de saber as implicações que isso tem em mim e os meandros do meu pensamento.

Talvez se estivesse em Portugal de forma permanente iria visita-la. Não sei se ir apenas uma vez provocará algum efeito ou apenas o efeito de vazio, por não ter tempo suficiente para contar tudo ou para retomar aquela empatia... Não sei... fico na duvida... Pensarei no assunto.

Mas acho que existem coisas que precisam de ser cuidadas e essas aprendi a cuidar ha uns anos... preciso não me esquecer de olhar, pensar, refletir para não deixar acumular coisas nos lugares indevidos...

... voltando ao trabalho.


domingo, 28 de setembro de 2014

209ª Conversa - Transformação, transfiguração ou transmutação?

Passou muito muito tempo desde que escrevi aqui pela ultima vez. Nunca disse nem afirmei que o blog estava fechado... Mas existem momentos na nossa vida, que não existe mais o que escrever, o que dizer. Arrumam-se os assuntos do passado, tentam-se resolver os dos presente, mas o dia a dia é tão sufocante que não deixa espaço para mais nada.. para nenhuma outra palavra, para nenhuma outra conversa...

28 de Setembro de 2014. Aqui estou.. com o eu e outro eu também! Um sobrepos-se ao outro. Qual deles? Não sei se sei ou se quero pensar muito nisso sequer até porque eles já não são os mesmos... houve uma transformação, transfiguração, transmutação, não sei... Quero manter-lhes as bases, os ideais, os valores... mas acho que me arrisco a dizer que não posso pedir muito mais do que isto... (e será que posso isto sequer?)

Não penso no passado, ou pelo menos não da forma que o fazia! É meu, vivio-o, ou não, mas aceito-o... está guardado nalguma gaveta naquele movel que se enche de pó... está disponível mas é melhor não aproximar que ainda se fica com a alergia!

É urgente viver o presente, esse sim, é preciso olhar, pensar, sentir, degustar ou até tentar transformar-lhe o gosto... esse sim... Olho profundamente para o meu interior no presente... é esse que preciso cuidar... é esse que preciso conhecer...

Eu e Outro Eu, prazer... sou Eu, a nova Cátia.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

208ª Conversa - Passado mais um mês...

O final de Agosto e primeira quinzena de Setembro foram recheadas... recheadas de momentos, histórias, situações por contar. Mas como a minha vida não dava um livro, não as contarei por aqui... Talvez um resumo:


1 - Procura de Editora para o meu primeiro livro;

2 - Férias (onde se inclui andar a cavalo - um projecto que eu tinha);

3 - Início do curso de Guionismo;

4 - Voltei às sessões de fotografia a festas de crianças;

5 - Recomecei a escrever a minha segunda história.


Enfim... um mês positivo!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

207ª Conversa - Um mês depois..

... da ultima conversa por aqui, volto a escrever. Foi um mês de aproximação à Rute, sim, passado tanto tempo ainda nos conseguimos aproximar mais. Mudámos o nosso cumprimento habitual à chegada e à saida, telefonei-lhe uma vez apenas para ser a primeira e para a segunda não custar tanto, dei-lhe a "história desenvolvida" que andava a escrever... Mas acho que a maior diferença neste tempo todo foi a forma de abordarmos os assuntos... Agora ela dá-se "quase" ao luxo de introduzir um tema (talvez esteja a exagerar mas eu já sei como é que ela o faz) e eu dou-me ao luxo de a questionar para saber mesmo o seu ponto de vista. Não, já não me chega que ela me oriente... quero saber e não me escapa sem me dar uma resposta... :)


Foi um mês e tanto... a semana passada não fui, mas logo lá estarei no sitio do costume, à hora do costume.

terça-feira, 19 de julho de 2011

206ª Conversa - Espero ansiosamente...

... pela próxima sessão. Acho que há já bastante tempo que não esperava, ansiava pela próxima sessão, como esta semana.


E nunca mais passa!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

205ª Conversa - Aceitação...

A educação e o meio em que estamos inseridos influencia a aceitação de determinados estares e pormenores. Quando isso acontece, temos que fazer um trabalho diferente: a aceitação de uma evolução de valores e de perspectivas.




... e aí o processo é mais lento...


mas inevitável!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

204ª Conversa - A frase do dia

"Existem pequenos gestos que conseguem derrubar grandes muralhas".


Hoje foi quebrada a barreira que (ainda) existia entre mim e Rute. Sei que a partir de hoje as coisas vão mudar... Eu sei que vão.


(Só falta um pormenor, mas esta semana surprendê-la-ei e aí a nossa relação de confiança terá a sua plenitude)

sexta-feira, 8 de julho de 2011

203ª Conversa - A história

No dia 25 de Julho do ano passado fui ao cinema ao Oeirasparque. Por lá vi uma cena quotidiana no meio de tanta confusão que há num centro comercial. No mesmo momento, as palavras, as perguntas saltaram-me à vista e um filme desenrolou-se em mim. Peguei no telemóvel e escrevi algumas linhas que tenho ate hoje. Essas poucas linhas, em onze meses transformaram-se quase 50mil palavras.



Um objectivo atingido, segue o próximo.


(mais que um objectivo, uma conquista)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

202ª Conversa - O ser ou não ser...

... é sempre a questão, não é?