terça-feira, 7 de abril de 2009

60ª conversa - As nossas conversas

Se eu tivesse alguma dúvida, ontem tive a certeza: estou a conseguir falar tudo sobre tudo com a Rute. Sim é verdade que ainda existem palavras ou afirmações que não me saem sem tentar rodear, mas ela percebe e puxa por mim. Porque me custa? Porque não estou habituada a dize-lo, porque não quero admitir algumas coisas ou simplesmente porque não "gosto" de determinadas palavras.

As conversas com a Rute são cada vez mais conversas nossas, conversas que falo com ela e ficam ali, só ali, naqueles dois pequenos sofás, naquelas quatro paredes do gabinete. A ida ali é uma entrada em mim, uma introspectiva, uma endoscopia (como comicamente li ontem). No início, as nossas conversas era mais semelhantes a monólogos meus em que ela ouvia-me com atenção e ia tentando interpretar. Agora, as conversas são essencialmente conversas, e bastante mais animadas. Ela já me apanhou algumas fugas, e faz com que acabemos por falar delas, naquele dia ou no seguinte, naquele minuto ou 15 minutos depois. Percebe também quando eu não quero falar de todo, mas... 2 ou 3 semanas depois havemos de lá chegar.

Mas de facto o bem que as nossas conversas me fazem não se esgota naqueles 60 minutos de segunda-feira. Vão muito além disso. A segunda-feira à noite, normalmente é um dia de recolha minha, de pensar sobre tudo o que foi dito e depois é ir mais além e arrumar ideias. Arrumar de tal forma que quando (voltar) passar por determinados momentos as coisas já saiam naturalmente.

Esforço? Claro que sim... Existe um esforço, uma luta, uma caminhada... Mas neste momento quero investir em mim.

2 comentários:

Fa menor disse...

Lindinha...
Sabes que te leio aqui sempre em silêncio... mas hoje lembrei-me de te deixar umas palavritas... espero que não leves a mal.
És uma grande mulher! Acredita em ti. E nada se consegue sem esforço, não é?

Deixo-te tb Votos de uma Santa Páscoa!... Lembrei-me que faz anos que te conheci pela primeira vez :)

Muitos beijinhos

Patrícia disse...

Fico contente por estares a conseguir a ultrapassar as tuas próprias barreiras e a conseguir pronunciar as palavras mais difíceis. É esse o caminho...

Espero que te estejas a sentir bem contigo própria e com os outros que te rodeiam. Preciso só de ver um bocadinho mais de ânimo nessa carinha laroca :-)

Beijinhos