segunda-feira, 8 de novembro de 2010

183ª Conversa - Profissão errada?

No outro dia perguntaram-se eu não achava que me teria enganado na profissão. Eu respondi uma coisa que nunca antes teria respondido: estou cada vez mais certa disso. E paro a pensar: como é que eu, que escolhi a minha profissão quando tinha os meus 10/11 anos, me posso ter enganado? A verdade é uma: não é a minha profissão que me tem dado prazer.

Porque será que não posso ganhar dinheiro com o que mais gosto de fazer? Será que o prazer será sempre apenas e só a recompensa de fazer algo que gostamos? Quem me dera poder apostar nisso a tempo inteiro...!


Ok, isto foi só um delirio!

6 comentários:

Maria Clarinda disse...

Sabes minha querida, que a idade embora não seja estatuto é um posto?Ou vice-versa? E é com a experiência da idade que te falo hoje...infelizmente das centenas de pessoas que tenho acompanhado, se uma me diz que está no emprego certo e que realmente era aquilo que queria fazer, é um achado. Encontrei umas em que ... "sim, era mais ou menos aquilo que gostavam de fazer"... "ou que simplesmente detestavam a profissão que tinham"... "outras que remédio...o que realmente queriam fazer, não dá para sobreviver"...eu penso muitas vezes nestes não estar na profissão certa, no não gostar de fazer o que se faz...o estar melhor fazendo isto ou aquilo...mas, a vida é isto mesmo, raras são as escolhas certas em termos de profissão. Então como quase chamando utopia ao fazer e viver do que realmente só se gosta de fazer...há que arregaçar as mangas e tentar tirar proveito daquilo que foi a nossa escolha e...paralelamente fazer aquilo que nos dá realmente prazer...
E no que tu dizes delírio
, sei que saberás conjugar as duas coisas... Por isso o meu Orgulho em ti!
Um beijo de carinho, ternura

Adriano Silva disse...

eita......depois do que escreveu passei a refletir sobre minha profissao.... abraço


http://morangosverdesmofados.blogspot.com

Fontez disse...

não é delírio nenhum.
também penso nisso muitas vezes...e cada vez mais me convenço que não estou na profissão do meu coração/paixão/preenchimento. Não me queixo, mas...Mas!

um abraço fraterno dear.

JT disse...

Sei que é sempre mais facil falar que realizar...mas eu pergunto...
Jà tentas-te???

teresa disse...

ui miga , já somos duas ..
uii que já não venho aqui á tanto tempo ...
catia , passo para te desejar um santo e feliz natal , para ti e para toda a familia ..

beijo ..

Sara S. disse...

Esta época de crises não favorece em nada essa combinação, de fazer o que se gosta, mas não impede que se lute por isso. Força :)
O Natal já passou, e espero que tenha sido bom, agora resta desejar um melhor 2011.
Beijinhos