quarta-feira, 18 de agosto de 2010

167ª Conversa - Um dia acordamos e...

... apercebemo-nos que, se nós crescemos, os nossos pais envelheceram. E que as pessoas que conheciamos... não existem mais. Mudaram, transformaram-se, envelheceram. E aí temos um choque ao apercebermo-nos disso.

7 comentários:

Patrícia disse...

Era bom que não nos apercebessemos das mudanças.

Bjinho

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

E és muita nova ainda para encontrar rugas no teu rosto ! Eu já nem as conto...;))
A vida é assim mesmo mas isto tudo quer dizer que ainda estamos cá, vivos !
Beijinhos
Verdinha

teresa disse...

xiii nem me digas nada , ainda no outro dia vi um miudo que me lembro dele pequenino , vi-o com a namorada ao lado , que matulão que ele tá ..
o tempo passa para todos ...


jinhos ..

Maria Clarinda disse...

Sim é verdade...o tempo é implacável na sua passagem...e, quando damos conta...embora o nosso pensar ainda seja o mesmo, mais burilado pelas vivências, por tudo o que fomos aprendendo nas experiências vividas...as nossas células têm as marcas deixadas por esse passar do tempo...e essas não se compadecem... Temos a noção exacta disso quando realmente olhamos com os olhos de ver, para os que nos rodeiam...nós crescemos...e, se o tempo passou para nós para eles também...uns mais marcados, outros parecendo não tanto...mas acredita que lá dentro não são pessoas diferentes e sofrem por isso, se ainda têm noção...chama-se a isto cumprir o ciclo. Temos que tentar por isso vivê-lo da melhor forma, fazendo o que gostamos e queremos enquanto podemos...
Gostei muito das tuas palavras, minha querida...pensa nas minhas.
Beijo com todo o carinho e ternura

Janine Bettencourt disse...

Quando tomei consciência dessa passagem do tempo que referes, quando me apercebi efectivamente que não sou eterna e aqueles que me rodeiam também não passei a ver tudo com outros olhos e a viver cada momento com outra intensidade. Foi tarde porque quando me dei conta da efemeridade da vida já tinha perdido alguém de quem gostava muito e nada podia fazer para recuperar o tempo perdido. Para a frente é que é o caminho, aquilo que ficou para trás e não se pode mudar temos de deixar ir como uma linda flor roubada pelo mar bravio.

Beijo,
Janine

DE MÃOS DADAS disse...

O tempo passa
Mas fica a experiência...
E isso vale para todos os tempos e até para a iternidade.

Fica a saudade e essa é vida renovada

Fica a recodação e essa
Ninguém a pode retirar ela não morre.
Beijinhos

Cris disse...

Comprei recentemente um espelho pequenino de bolso que aumenta 5 vezes. Quando me olhei a primeira vez aumentada 5 vezes, apanhei um susto. Consigo ver rugas que nunca tinha visto antes. Sinceramente, eu sinto-me jovem ainda. Pode haver momentos em olhamos para o lado e vemos, de facto, os outros envelhecer, o que nos faz percepcionar com mais clareza e crueza do nosso próprio envelhecimento. Não estamos preparados para isso, não fomos educados para estarmos preparados para isso. Como já foi dito, espero que essa tua percepção te mostre que é preciso saborear cada momento. E beijocas grandes. Dá notícias.